AS ÚLTIMAS DO PROJETO RONDON

No último dia 28 foi finalizado o processo seletivo para o Projeto Rondon. Entrevistas individuais aplicadas aos aprovados na segunda fase foram aplicadas. E, segundo informações disponibilizadas pela professora Pâmela, “dessa entrevista saíram os oito rondonistas de cada grupo (A e B) e dois suplentes, para o caso de não efetuarem seu cadastro na secretaria até amanhã (5/11)”.

Confira a lista:

GRUPO A – PIAUÍ – Cultura, Direitos Humanos, Educação e Saúde

Professora Coordenadora: Daiane AguiarProfessora acompanhante: Aline Casagrande

Alunos:1. ALINE DA CONCEIÇÃO DOS SANTOS2. BRUNO AGUIRRE FERNANDES3. JOSE AUGUSTO SALDANHA BALDASSARI JÚNIOR4. LETICIA BORGES DOS SANTOS5. LEONARDO CAETANO KORTZ6. ONOIR SILVEIRA FIALHO7. RENATA BRAGANÇA MORAES DE ASSIS BRASIL8. THAÍS BORDIN ANELLI

Suplentes:

NATÁLIA PEREIRA MUNRÓ

RICHARD MAICÁ

GRUPO B – PARÁ – Meio Ambiente, Comunicação, Trabalho e Tecnologia

Professora Coordenadora: Pâmela Marconatto MarquesProfessora acompanhante: Carolina Suptitz

Alunos:1. DIENIFFER PORTELA2. ELEIZETE ALVES DA CRUZ3. GERMANA DALBERTO4. JINNEFER SANTOS PEREIRA5. LEONARDO GOULART6. LUIZ ANDRÉ BACELO7. MATHEUS TEIXEIRA8. RODRIGO DOS SANTOS

Suplentes:

TAÍS SCHMITZ

GABRIEL DISCONZI

Mais: A professora Pámela conta que a seleção dos alunos foi bastante rigorosa. “Na primeira fase, selecionamos, entre os mais de 100 inscritos, os alunos que tinham alguma experiência com extensão, trabalho voluntário, habilidades artísticas e alguma ‘rusticidade’, critério imposto pelo Ministério da Defesa”, explica ela.

Foram 32 aprovados para a segunda fase. A partir daí, a escolha tornou-se mais difícil. “Como todos eles tinham perfil rondonista, tivemos de selecionar aqueles cuja atuação em grupo, vislumbrada na dinâmica, nos pareceu mais condizente com nossas necessidades”, ilustra.

A professora revela que daí foram 22 aprovados para a entrevista. Eles tiveram de responder a uma bateria perguntas. Os questionamentos tratavam da disposição dos alunos em preparar-se para as atividades e desenvolvê-las. “Aí, tivemos de selecionar aqueles cujas experiências e conhecimentos mais se adequaram aos projetos que desenvolveremos no local. Outro critério utilizado para a seleção da equipe esteve baseado na teoria dos jogos e em livros de RH, que explicam os perfis que devem compor um grupo e que tipo de repetição de perfil deve ser evitada”, esclarece Pámela. De acordo com ela que, além de tudo, é responsável pela Coordenação de Pesquisa e Monografia Jurídica, “ótimos alunos deixaram de ser selecionados, simplesmente porque não se enquadravam nos perfis que precisávamos no grupo”.

Outra informação importante é que, também por recomendação do Ministério da Defesa, a preferência foi dada a alunos dos últimos semestres. “A escolha foi tremendamente difícil”, aponta a professora indicando a alta qualidade dos alunos FADISMA. A equipe de selecionadores, formada por ela e pelas professoras Daiane Aguiar, Carolina Suptitz e Aline Casagrande, deparou-se com uma missão muito difícil e nobre: “dizer quem vai ficar nessa primeira incursão da FADISMA pelo Rondon”, como bem lembrou Pâmela.

“O clima, na divulgação dos selecionados, era de resultado de vestibular”, destaca a professora. Os alunos se emocionaram muito, segundo ela. Sobre a sensação dos professores? “Faltou o ar”, descreve emocionada. Depois de tanto empenho e emoção, a professora garante que formaram equipes fortíssimas e que, certamente, garantirão retorno à FADISMA.

O próximo passo da aventura que visa a integração social e busca soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes? A viagem precursora, que será feita por Pâmela e Daiane, respectivamente ao Pará e ao Piauí. “Estamos embarcando nesse domingo, com a tarefa de averiguar as condições do município para receber nossos alunos e verificar a aplicabilidade dos projetos que propusemos”.

A FADISMA deseja sucesso às coordenadoras, parabeniza os selecionados e, do mesmo modo, os candidatos que participaram do processo seletivo. Lutar também é uma missão do profissional do Direito. Os futuros profissionais da FADISMA começaram muito bem. Parabéns!

Assessoria de Imprensa da FADISMADois Assessoria e ComunicaçãoLiana Merladete

 

No último dia 28 foi finalizado o processo seletivo para o Projeto Rondon. Entrevistas individuais aplicadas aos aprovados na segunda fase foram aplicadas. E, segundo informações disponibilizadas pela professora Pâmela, “dessa entrevista saíram os oito rondonistas de cada grupo (A e B) e dois suplentes, para o caso de não efetuarem seu cadastro na secretaria até amanhã (5/11)”.

Confira a lista:

GRUPO A – PIAUÍ – Cultura, Direitos Humanos, Educação e Saúde

Professora Coordenadora: Daiane AguiarProfessora acompanhante: Aline Casagrande

Alunos:1. ALINE DA CONCEIÇÃO DOS SANTOS2. BRUNO AGUIRRE FERNANDES3. JOSE AUGUSTO SALDANHA BALDASSARI JÚNIOR4. LETICIA BORGES DOS SANTOS5. LEONARDO CAETANO KORTZ6. ONOIR SILVEIRA FIALHO7. RENATA BRAGANÇA MORAES DE ASSIS BRASIL8. THAÍS BORDIN ANELLI

Suplentes:

NATÁLIA PEREIRA MUNRÓ

RICHARD MAICÁ

GRUPO B – PARÁ – Meio Ambiente, Comunicação, Trabalho e Tecnologia

Professora Coordenadora: Pâmela Marconatto MarquesProfessora acompanhante: Carolina Suptitz

Alunos:1. DIENIFFER PORTELA2. ELEIZETE ALVES DA CRUZ3. GERMANA DALBERTO4. JINNEFER SANTOS PEREIRA5. LEONARDO GOULART6. LUIZ ANDRÉ BACELO7. MATHEUS TEIXEIRA8. RODRIGO DOS SANTOS

Suplentes:

TAÍS SCHMITZ

GABRIEL DISCONZI

Mais: A professora Pámela conta que a seleção dos alunos foi bastante rigorosa. “Na primeira fase, selecionamos, entre os mais de 100 inscritos, os alunos que tinham alguma experiência com extensão, trabalho voluntário, habilidades artísticas e alguma ‘rusticidade’, critério imposto pelo Ministério da Defesa”, explica ela.

Foram 32 aprovados para a segunda fase. A partir daí, a escolha tornou-se mais difícil. “Como todos eles tinham perfil rondonista, tivemos de selecionar aqueles cuja atuação em grupo, vislumbrada na dinâmica, nos pareceu mais condizente com nossas necessidades”, ilustra.

A professora revela que daí foram 22 aprovados para a entrevista. Eles tiveram de responder a uma bateria perguntas. Os questionamentos tratavam da disposição dos alunos em preparar-se para as atividades e desenvolvê-las. “Aí, tivemos de selecionar aqueles cujas experiências e conhecimentos mais se adequaram aos projetos que desenvolveremos no local. Outro critério utilizado para a seleção da equipe esteve baseado na teoria dos jogos e em livros de RH, que explicam os perfis que devem compor um grupo e que tipo de repetição de perfil deve ser evitada”, esclarece Pámela. De acordo com ela que, além de tudo, é responsável pela Coordenação de Pesquisa e Monografia Jurídica, “ótimos alunos deixaram de ser selecionados, simplesmente porque não se enquadravam nos perfis que precisávamos no grupo”.

Outra informação importante é que, também por recomendação do Ministério da Defesa, a preferência foi dada a alunos dos últimos semestres. “A escolha foi tremendamente difícil”, aponta a professora indicando a alta qualidade dos alunos FADISMA. A equipe de selecionadores, formada por ela e pelas professoras Daiane Aguiar, Carolina Suptitz e Aline Casagrande, deparou-se com uma missão muito difícil e nobre: “dizer quem vai ficar nessa primeira incursão da FADISMA pelo Rondon”, como bem lembrou Pâmela.

“O clima, na divulgação dos selecionados, era de resultado de vestibular”, destaca a professora. Os alunos se emocionaram muito, segundo ela. Sobre a sensação dos professores? “Faltou o ar”, descreve emocionada. Depois de tanto empenho e emoção, a professora garante que formaram equipes fortíssimas e que, certamente, garantirão retorno à FADISMA.

O próximo passo da aventura que visa a integração social e busca soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes? A viagem precursora, que será feita por Pâmela e Daiane, respectivamente ao Pará e ao Piauí. “Estamos embarcando nesse domingo, com a tarefa de averiguar as condições do município para receber nossos alunos e verificar a aplicabilidade dos projetos que propusemos”.

A FADISMA deseja sucesso às coordenadoras, parabeniza os selecionados e, do mesmo modo, os candidatos que participaram do processo seletivo. Lutar também é uma missão do profissional do Direito. Os futuros profissionais da FADISMA começaram muito bem. Parabéns!

Assessoria de Imprensa da FADISMADois Assessoria e ComunicaçãoLiana Merladete

 

Imagem Formulário de Contato

Entre em contato

    Informa-se que a coleta e tratamento de dados pessoais pela Fadisma visa atender ao solicitado neste formulário, bem como para o envio de conteúdo institucional relativo aos serviços prestados por esta instituição, nos termos da nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE, a qual contém mais informações relevantes sobre o tema.

    Política de Privacidade